Pilha de cadernos

Adaptar conceitos e métodos também é ser Ágil!

Quando não temos acesso a um bom planejamento de tarefas, é fácil acumular pendências e, a menos que você use uma boa ferramenta estratégica para eliminar o backlog, será difícil contornar todo esse caos.

Para atender as demandas de desenvolvimento em dia, precisamos focar em otimização de fluxo de processos, e para que essa etapa se concretize com sucesso, precisamos de um ponto de partida, definindo os métodos que se aplicam melhor a nossa demanda.

Existem algumas metodologias ágeis muito usadas no DevOps, como o Scrum e o Kanban. É fácil encontrar muitas cartilhas que abordam tais práticas, o que faz todo sentido para poder otimizar processos e gerenciar projetos com mais foco e produtividade. Mas nem sempre é possível seguir essas cartilhas à risca, pois as etapas podem tornar os processos cada vez menos produtivos e tomar tempo que, na maioria das vezes, costuma ser bem disputado.


Scrumban, a fusão entre Scrum e Kanban

O método Kanban conta com uma estrutura que faz sucesso entre os desenvolvedores, principalmente por melhorar a comunicação entre as equipes na rotina, por isso tornou-se muito popular para alinhar o processo de implementação de softwares ágeis e de DevOps, com processos focados em entrega contínua.

Hoje podemos contar com ferramentas capazes de organizar até mesmo as demandas mais complexas, definindo prioridades e reduzindo o acúmulo das tarefas. O resultado é a maior clareza das informações, garantindo foco e transparência até o fim do ciclo.

Já no método Scrum, as mesmas tarefas são divididas em sprints, pequenas reuniões de tamanho fixo para alinhar o andamento dos projetos e definir as prioridades das equipes.

De acordo com os fundamentos do Scrum que podemos ver em livros como Scrum, de Jeff Sutherland e J.J. Sutherland, que tornou-se uma referência para profissionais da Tecnologia, existe todo um protocolo para executar o Scrum, que determina desde a frequência das sprints até a forma como será guiada a reunião.

Mas será que essa é uma rotina que faz sentido para todas as empresas? Com tantas prioridades e prazos apertados para entrega de projetos, é justo realizar sprints diárias no mesmo horário? A fusão entre as duas metodologias - o Scrumban - pode ser mais coerente, definindo apenas as pendências do projeto em sprints mais flexíveis, realizando a revisão contínua do backlog e garantindo liberdade para que o time de engenheiros selecionem e movam tarefas, definindo prioridades de acordo com a demanda.


Combine o ágil com outros métodos e conceitos

Esse é o método mais conhecido e utilizado pelos profissionais, principalmente por sua grande conexão com a rotina de desenvolvimento e a grande flexibilidade que esse método pode assegurar. E é por ser flexível que o manifesto Ágil ainda pode ser muito útil, favorecendo a integração de outros conceitos na rotina de desenvolvimento e gestão de projetos, como o Design Thinking, Design Sprint e o Lean, onde falamos com maior detalhe sobre o tema neste artigo.

Também podemos ampliar os efeitos dessa metodologia com o BPM Ágil, unindo os conceitos de BPM com as práticas do Ágil, acelerando o ciclo de gerenciamento de processos e encurtando cada vez mais o prazo de otimização. Além disso, a grande vantagem dessa união é que ela abre portas para o recebimento de feedbacks, análise de novas informações e rápida adaptação, impactando não só o DevOps, mas incentivando uma melhoria contínua também em outros departamentos da organização, como o administrativo, financeiro e o recursos humanos.


Ganhe liberdade com uma solução de baixo código

Incluir o Scrum, Kanban e Ágil nos processos de DevOps com certeza vai trazer alguns benefícios, que se resumem a redução de tempo e recursos, e maior velocidade para realizar grandes entregas. Mas para que tudo seja realmente efetivo, considere usar soluções que comportem bem os processos da engenharia de software, como podemos ver na solução Decisions Low Code.

A baixa codificação assegura a agilidade e organização que cada metodologia promete à operação, permitindo o desenvolvimento de aplicativos digitais com menor complexidade, resolvendo tanto demandas internas quanto externas.


Explore as metodologias em nosso Bootcamp.

O processo de inovação não para, e a capacitação dos profissionais responsáveis por esse progresso também deve ser contínua.

A CADS Digital desenvolveu um Bootcamp especial, para empresas que desejam ampliar seus conhecimentos e entregar projetos que proporcionam um impacto real na experiência do cliente. Nele, você também vai conhecer mais sobre os principais métodos e conceitos do mercado, incluindo alguns dos que citamos ao longo deste artigo.

Gostou da ideia e quer aumentar a relevância da sua empresa no mercado digital? Acesse a página do Bootcamp Agile CX Process e saiba mais.