Pilha de cadernos

Seguro Conectado: agilizando as Operações de Sinistros em 3 passos

Updated: Dec 21, 2021

Com os efeitos da mudança de mercado, até mesmo o segmento de seguros sofreu uma drástica transformação, mudando as exigências do consumidor, que passou a exigir mais experiências de seguros conectados, como já mencionamos em nosso post anterior.

O maior desafio hoje se concentra na operação de sinistros, que é um verdadeiro divisor de águas. A burocracia envolvida neste processo, a agilidade e qualidade do serviço prestado são fatores determinantes, e que necessitam de um mínimo de desgaste na relação entre empresa e cliente.

Segundo estudos da EY, cerca de 87% dos clientes reconsideram se vale a pena dar continuidade ao contrato com uma segura após uma experiência com sinistros. Dito isso, chegou o seu momento de revisar e aplicar melhorias aos seus processos, e essas dicas vão ajudar.


1. Foco total em seus dados.

Para atender todos os processos e demandas da organização, é normal que a empresa dependa de diversos sistemas, plataformas e aplicativos, como CRM, gerenciamento de documentos, ferramentas administrativas, contábeis, entre outras. A princípio, as alternativas resolvem a necessidade principal mas, a longo prazo, os processos se tornam cada vez mais complexos, com melhor aproveitamento dos dados disponíveis. Além disso, a troca frequente entre os sistemas usados abre brecha para erros da operação, dificultando a experiência de seguro conectado.

Adaptar a tecnologia e criar um sistema exclusivo e completo, que atenda todas as demandas da empresa, é uma saída para quem busca expandir os negócios e prolongar o relacionamento com o cliente. Esse é um resultado que pode ser alcançado com uma solução de baixo código.

Ao criar uma plataforma focada nos processos da organização, é possível integrar sistemas e criar métricas mais eficazes, aproveitando melhor os dados disponíveis. Como resultado, você terá uma visão holística de cada sinistro, além de poder solucionar problemas com mais agilidade, sem duplicatas e com reflexo positivo na experiência do cliente.


2. Melhore o recebimento de sinistros.

O uso de múltiplos sistemas tende a dificultar a gestão dos sinistros, muita informação pode se perder no meio do caminho e atrapalhar o andamento da resolução. Sistemas que possuem modelos de dados predefinidos também podem limitar a performance, limitando o acesso a dados relevantes e com maior qualidade para a operação, principalmente em períodos de maior periculosidade, como época de desastres naturais. Essa é a principal razão para atrasos de processos e prolongamento de casos.

Com uso de automações apoiadas em inteligência artificial e machine learning, as seguradoras podem acelerar esses processos burocráticos e melhorar a experiência do cliente, tudo graças a quebra de silos, unificação de aplicativos legados e acesso a novas fontes de dados.

Comece a digitalizar processos FNOL que ainda utilizam papéis ou centralizam contatos no telefone. A inteligência artificial integrada às habilidades cognitivas também permite que informações possam ser extraídas automaticamente de qualquer tipo de documento, agilizando o trabalho da equipe.

Uma ferramenta de automação baseada em processos da organização também possibilita a melhor organização do fluxo de reclamações, garantindo que elas sejam direcionadas para o melhor recurso e encerradas em menor tempo.


3. Experiência digitalizada

Basear processos importantes da operação em documentos, relatórios e outras papeladas é ir na direção contrária da experiência digital, uma demanda cujo tendência é somente crescer cada vez mais. Processos manuais estão mais propensos a atrasos e falhas, uma vez que depende somente da força de trabalho humana. A solução está na digitalização de processos.

Para otimizar a experiência de sinistros, a seguradora pode aplicar conceitos de BPM e do método ágil para otimizar fluxos de trabalho, identificando as principais motivações de atrasos, gargalos e falhas de processo.

Com o uso de IA e Machine Learning, a empresa também se beneficia garantindo que as reivindicações mais complexas sejam encaminhadas e solucionadas por manipuladores experientes, acelerando a resolução. A inclusão de IoT no processo também é fundamental nessa etapa, agilizando o processamento de reclamações e encurtando o ciclo de vida do processo.

E nesse ponto, tanto a empresa quanto o cliente são grandes beneficiados. Com processos mais ágeis, digitais e transparentes, geramos mais confiança e satisfação, tornando a experiência otimista e menos desgastante, logo, com mais chances de ser duradoura.


Repense e melhore a sua experiência com sinistros.

Se pretende alcançar uma experiência de seguro conectado, esse é só o começo, mas é o passo mais significativo que você deve tomar para aumentar seus resultados e melhorar a interação do consumidor com a sua marca.

Lidar com sinistros pode ser desgastante e interferir no seu crescimento, mas essa é uma ameaça que pode ser solucionada, como você viu ao longo deste artigo. As automações de processos digitais é a forma mais segura e moderna de atender grandes demandas e aliviar a sobrecarga de equipes, principalmente em períodos de maior frequência de incidentes naturais.

Entenda como a plataforma Decisions pode ajudar você a criar um desenvolvimento ágil e prático de aplicativos digitais como você nunca viu.